Arquitetura

A melhor fotografia de arquitetura é aquela que documenta o espaço como foi concebido por seu criador, em todos os seus detalhes. E o melhor fotógrafo de arquitetura sabe registrar o espaço com excelência.

No mundo atual, a imagem em si é o grande meio de comunicação. A fotografia é entendida em qualquer idioma, não há necessidade de tradução.

O mundo consome, avidamente, uma imensidão de fotografia de arquitetura, todos os dias. É muito importante que elas representem o espaço em todo o seu sentido.

A fotografia de arquitetura leva o observador a experimentar os espaços com o olhar. Ela permite uma compreensão visual das construções, seu entorno e seus interiores, sustentando um recurso valioso da imagem que permite transmitir emoções ao observador. A fotografia de arquitetura alimenta a imaginação de experimentar aquele espaço.

:::

:::

A fotografia de arquitetura fala do entorno, do espaço onde esta arquitetura está inserida, da entrada da luz natural, dos desenhos do projeto luminotécnico, das sombras que estão presentes…

Fotografar arquitetura é fotografar muito além do espaço pronto.  Fotografar arquitetura é imprimir com luz e sombra, tudo o que aquele espaço é (e em alguns casos também o que ele foi e será). Ela diz muito sobre função, sobre o usuário e sobre os pensamentos de quem concebeu aqueles cheios e vazios. Ela é uma brincadeira com ângulos, ela é um todo mas também os detalhes, ela é o urbano e também o natural, o interior e o exterior.

Bia Nauiack tem formação em arquitetura e urbanismo, acrescentando uma visão muito especial às fotografias de arquitetura. Procura o todo, o movimento, o still, o momento e também o detalhe, o sutil, o pensamento do criador e de como é ou será usado o espaço.

Cada espaço se transforma em momento infinito através das lentes e das luzes da fotógrafa. Cada arquiteto fala sobre seu trabalho através das imagens e das fotografias. Quando as fotografias são clicadas e trabalhadas por um profissional da fotografia, as imagens refletem muito mais do projeto e de suas execuções.

Entre em contato para conversar sobre a melhor forma de fotografar a essência dos seus projetos!

:::

Gastronomia

A melhor fotografia de gastronomia é aquela que dá água na boca.

No mundo atual, a imagem em si é o grande meio de comunicação. A fotografia é entendida em qualquer idioma, não há necessidade de tradução.

O mundo todo consome comida primeiro com o olhar, depois vai ao olfato e ao paladar. Uma boa fotografia de gastronomia transporta o cheiro e o gosto ao espectador, num piscar de olhos, enchendo sua boca de água.

:::

:::

O Brasil é um país de muitos sabores, de muitas misturas e de muitos temperos, tanto a comida como o povo. O mercado de alimentos brasileiro e suas peculiaridades é moldado por sua culinária típica local, mas também por multinacionais, por fast foods, e por slow foods, por cozinheiros, restaurantes, chefs, culinaristas, bares, panificadoras, patisseries e continua em expansão. Um grande mix de cozinhas e sabores, que podem ser primeiramente sentidos através de uma imagem fotográfica.

A fotografia de gastronomia é feita para o consumidor degustar aquele alimento, através da imagem.

A fotografia de comida é feita para mostrar ao mundo como o chef manipula, com todo o cuidado, aquele alimento.

A fotografia culinária é feita para contar sobre o alimento, sobre o nutrir, sobre o alimentar.

Em todo o universo gastronômico, existem milhares de motivos para se fotografar: um receituário, um produto, um vinho, uma criação, um passo-a-passo, um alimento in natura, um ambiente gastronômico, uma bebida, uma revista, um restaurante, um cardápio, uma divulgação, um livro.

Meu amor pela fotografia de gastronomia começou quando precisei me alimentar melhor para alcançar meus objetivos. Foi quando percebi que o que nutre meu corpo é muito importante, é a energia de qualidade que dou para ele. Foi aí que surgiu meu amor pelos alimentos e também pela fotografia de culinária. Eu gosto da fotografia de todo o processo culinário, desde a plantação até a mesa. O produto final é o foco, mas o caminho que ele percorreu, para mim, também faz parte do que o alimento traz para quem terá o prazer de ingerí-lo. É assim que enxergo a fotografia de gastronomia e todos os seus envolvidos.

Acompanhar um chef, cuidando de cada detalhe de um prato é um momento único.

Acompanhar um restaurante familiar, preparando seus pratos típicos também.

Acompanhar uma blogueira fazendo seu trabalho… cada etapa e cada pessoa, tudo tem muito valor para o produto final.

Fotografia culinária, no final de tudo, é de dar água na boca.

:::

Posts

Fotografias de fachada para o cliente escolher você no Google

Ah, como é importante umas boas fotografias de fachada do seu estabelecimento! O cliente vai procurar você e seus concorrentes pelo Google, onde você acha que ele escolherá ir: na loja que tem uma fotografia de fachada feia ou na loja que tem a melhor apresentação e fotografia? Essa resposta é muito fácil: na sua, …

Como classificar High Key e Low Key na fotografia de arquitetura

High Key e Low Key é uma forma de pensar a fotografia priorizando a alta luminosidade ou a baixa luminosidade. Isso depende muito do conceito do ambiente, na hora da concepção do projeto, pelo profissional. Nas fotografias, claramente, a luminosidade – ou falta dela – das imagens se traduz em emoção. Na Casa Cor Paraná …

Como construir um banco de imagens com seus produtos e cheio de personalidade para suas redes sociais

O post de hoje é sobre construir um banco de imagens com seus produtos. Por que fazer o banco de imagens personalizado e não comprar imagens genéricas? Essa é fácil: porque o cliente espera ver imagens lindas, ambientadas, com a identidade da SUA MARCA, um banco de imagens exclusivamente seu. E porque os seus produtos …